Segunda a Sexta 8h às 12h | 13h às 17h
(84) 3211-8505

Em Natal, Hortência fala sobre trajetória e competitividade no esporte

Aos 60 anos, mostrando bom humor e ótima forma física, a ex-jogadora de basquete Hortência Marcari continua com a mesma disciplina e disposição dos tempos de atleta. Na noite desta terça-feira (12), ela foi a atração principal do Fórum da Mulher Contabilista, dentro do XV Encontro Norte-rio-grandense de Ciências Contábeis (ENCC), em Natal.

Por Comunicação CRCRN, CRCRN — Natal-RN

13-NOV-2019 19:42:00

Em Natal, Hortência fala sobre trajetória e competitividade no esporte

Aos 60 anos, mostrando bom humor e ótima forma física, a ex-jogadora de basquete Hortência Marcari continua com a mesma disciplina e disposição dos tempos de atleta. Na noite desta terça-feira (12), ela foi a atração principal do Fórum da Mulher Contabilista, dentro do XV Encontro Norte-rio-grandense de Ciências Contábeis (ENCC), em Natal.

Às contadoras e contadores presentes, Hortência falou sobre o quanto sempre foi competitiva e que essa foi a chave do seu sucesso como atleta. "Descobri este traço da minha personalidade aos 5 anos, muito pequena, por isso me interessei logo por esportes", revelou. Nascida na pequena Potirendaba, São Paulo, Hortência fez atletismo, handebol e futsal antes de se encontrar de vez no basquete.

Na sua palestra, atividade que divide com a função de comentarista da TV Globo, a ex-jogadora faz várias analogias entre o esporte e o sucesso profissional. "A gente precisa primeiro encontrar o que ama e se dedicar bastante. Com muita técnica e empenho podemos ser os melhores, e todo mundo quer os melhores. Por isso, o dinheiro é uma consequência", disse.

"Eu metia bola porque treinava exaustivamente e sempre tinha consciência do quanto a técnica é fundamental. Aprendi a cair, fazia mil arremessos todo dia além do treino", contou. No seu trabalho como comentarista, precisa continuar estudando e se dedicando. "O basquete de hoje é totalmente diferente, então eu preciso pesquisar bastante", comparou.

Hortência revelou, ainda, que detesta tanto perder, que pode passar até dias sem dormir. E falou sobre a importância da concorrência para o crescimento profissional. "Eu não teria ido tão longe se não fosse a Magic Paula. Fez de mim a atleta que sou hoje, por isso tenho muita admiração por ela", afirmou.

Hortência é considerada uma das maiores atletas de basquete de todos os tempos e a maior pontuadora da história da seleção, com 3.160 pontos, marcados em 127 partidas oficiais, média de 24,9 pontos/partida. Já disputou cinco mundiais. Uma das maiores homenagens já recebidas por ela foi o convite para o Hall da Fama do Basquetebol Feminino, em 2002, e do Naismith Memorial Basketball Hall of Fame, em 2005.

Mais ENCC
O segundo dia do ENCC contou também com outros palestrantes renomados da Contabilidade nacional, como Ana Carolina Aleixo (liderança positiva); Nailton Cazumbá (a importância do contador para o terceiro setor); Edgar Madruga (compliance tributário); Sandra Batista (novo Código de Ética Profissional); Francisco Neto (Rede Estadual de Integração do Registro e Comércio); Paulo Cordeiro (atuação pericial); Victor Holanda (contabilidade no setor público); Sérgio Faraco (Simples Nacional) e Fernanda Rocha (contabilidade consultiva).

O Encontro, organizado pelo Conselho Regional de Contabilidade do RN (CRCRN), segue até esta quarta-feira (13), último dia, encerrando-se com a realização do Fórum das Jovens Lideranças Contábeis do RN, que terá palestra do escritor e empresário potiguar Fred Alecrim. Informações, pelo site https://encc.crcrn.org.br/.